Encontre milhões de e-books, audiobooks e muito mais com um período de teste gratuito

Apenas $11.99/mês após o término do seu período de teste gratuito. Cancele a qualquer momento.

O STF e a prisão em segunda instância: contradições da suprema corte nos julgamentos sobre a presunção de inocência
O STF e a prisão em segunda instância: contradições da suprema corte nos julgamentos sobre a presunção de inocência
O STF e a prisão em segunda instância: contradições da suprema corte nos julgamentos sobre a presunção de inocência
E-book250 páginas2 horas

O STF e a prisão em segunda instância: contradições da suprema corte nos julgamentos sobre a presunção de inocência

Nota: 0 de 5 estrelas

()

Ler a amostra

Sobre este e-book

Na última década, o STF mudou por várias vezes seu entendimento sobre a possibilidade da prisão em segunda instância, especialmente após a deflagração da operação Lava Jato.
A cada novo julgamento, os ministros utilizavam argumentos e teorias, muitas vezes de maneira inadequada ou contraditória com suas posições anteriores. Neste livro resultante de uma extensa pesquisa de dissertação de Mestrado feito no Brasil e nos Estados Unidos, o autor mostra com inúmeros exemplos como os ministros do STF alteram seus posicionamentos de um caso para outro e utilizam incoerentemente teorias do direito.
Além disso, relata as origens do princípio da presunção da inocência e as diferenças no modo como é aplicado no Brasil e nos Estados Unidos, onde o autor teve acesso a livros, juízes, promotores, compareceu a audiências criminais, e pôde ver in loco as características daquele sistema.
Fruto de dedicada pesquisa, este livro traz importantes elementos de discussão sobre a nossa Suprema Corte e os motivos que levam os ministros a decidir de um ou outro modo
IdiomaPortuguês
Data de lançamento18 de mar. de 2022
ISBN9786525226637
O STF e a prisão em segunda instância: contradições da suprema corte nos julgamentos sobre a presunção de inocência

Relacionado a O STF e a prisão em segunda instância

Ebooks relacionados

Direito para você